3 impactos causados pela IFRS 16 que você precisa saber

As normas internacionais de contabilidade, conhecidas como International Financial Reporting Standards (IFRS), sofreram uma alteração importante que entrou em vigor a partir de janeiro de 2019, mudando os princípios de reconhecimento, mensuração, apresentação e divulgação dos arrendamentos e afetando todas as empresas que se utilizam do lucro real.

Confira aqui os 3 impactos fundamentais causados pela IFRS 16:

1 – Prazo para a Mudança
O Balanço Patrimonial de janeiro de 2019 já deverá estar em conformidade com a norma e apresentado em duas versões: atual e IFRS 16.

2 – Alcance da Mudança no Balanço Patrimonial
Todos os arrendamentos precisam aparecer no Balanço Patrimonial, com exceção dos que possuem ativos com valores baixos quando novo ou com duração menor que 12 meses. Em Janeiro, o Balanço Patrimonial deverá ser apresentado em duas versões: atual e IFRS16.

3 – Impacto no EBITDA e Indicadores
3 – A IFRS 16 afetará indicadores de performance e índices financeiros, como EBITDA. Por isso, é importante que as empresas estejam prontas para essas mudanças.

Como a SYSPHERA pode ajudar?
A SYSPHERA construiu um modelo de negócios já em compliance com as exigências do IFRS16, que vai reduzir o esforço e acelerar a resolução do problema.

Esta solução atende a todas as empresas atingidas pela normae é independente de qualquer software em uso na empresa, sendo uma solução complementar e que agrega valor ao ambiente do cliente, atendendo de forma rápida e eficaz as exigências e o cumprimento dos prazos legais exigidos pelo IFRS 16.

Sobre Antonio Dutra Jr

Antônio Dutra Junior é natural de Porto Alegre. Já trabalhou em desenvolvimento de software, foi instrutor, analista de sistemas, consultor de empresas e CIO. Atualmente é Vice-presidente da Sysphera.

Deixe um comentário